Inglês não é brinquedo?

A expressão, “Não é brinquedo, não” é um jargão muito usado para chamar a atenção de alguém que está possivelmente entrando em uma fria, isto é, mexendo com algo perigoso ou que é arriscado.

Porém o brinquedo, no ponto de vista pedagógico, é coisa séria. Pelo menos para uma criança de 4 a 7 anos. Pare para observar como elas brincam. As crianças realmente levam à sério a brincadeira. A única diferença entre nós, adultos e as crianças é que elas não se importam se alguém está olhando ou não, ou se alguém vai critica-los por suas fantasias. Isto obviamente acontece porque elas não desenvolveram o extremo senso crítico que nós adultos possuímos e no qual nos impede de improvisar, fantasiar ou até mesmo brincar.

Não é a toa que quando os adultos “enchem o caneco”, a criança interior sai pra fora e dá aquele vexame, pois a parte do cérebro que é responsável pelo senso crítico fica anestesiada dando lugar à outra parte que só quer se divertir. Achei melhor não pôr nomes aqui porque realmente não nos interessa. O que importa é que, é possível fazê-lo sem o uso do consumo exagerado de álcool.

A única maneira é brincando e isto é muito simples de acontecer, principalmente quando se têm a ferramenta certa para isto.

É por isso, que gostaria de apresentar, os jogos Playtolearn no qual vão te ajudar a aprender a falar, compreender, montar frases, aprender vocabulário e se divertir em inglês. Os jogos da professora Márcia Garcia têm revolucionado o ensino da língua inglesa, tanto no âmbito de aulas particulares como as aulas em turmas nas escolas. .

O mais bacana de tudo é que a cada dia, mais jogos estão sendo lançados, suprindo assim, as mais variadas necessidades didáticas e pedagógicas.


Aproveite e escute este podcast que preparei totalmente em inglês, no qual entrevisto a criadora dos Jogos Playtolearn .